quarta-feira, 23 de abril de 2014

Aula 17 - Partida Direta de Motor

Na partida direta de motor via contator o comando é executado através de uma botoeira de baixa potência, que energiza um contator, que por sua vez aciona o motor. A capacidade elétrica do conjunto botoeira Contator dependerá das características do motor utilizado. Esta partida possibilita o comando à distância de motores, baixo custo pois utiliza basicamente uma botoeira de comando e um contator, permite a conexão de dispositivos de proteção térmica contra sobreaquecimento. No entanto é indicada para motores de pequena capacidade e não atenua o pico de partida.
A Partida direta, coordenada com fusível destina-se a máquinas que partem em vazio ou com carga em partidas normais (< 10 s). O Relé de sobrecarga deve ser ajustado para a corrente de serviço (nominal do motor) e a freqüência de manobras é de até 15 manobras por hora. Este tipo de partida esta previsto na norma de proteção IEC 60.947-4, que visa a eliminar os riscos para as pessoas e instalações, ou seja, desligamento seguro da corrente de curto-circuito. Não pode haver danos ao relé de sobrecarga ou outro dispositivo, com exceção de leve fundição dos contatos do contator e estes permitam fácil separação sem deformação significativa.






















Funcionamento do circuito de Partida Direta de motor por contator protegido por fusível e relé térmico.
LIGAR: Estando sob tensão os bornes R,S ,T e o circuito de comando. Apertando-se o botão S2 a bobina do contator KM1 ( A1, A2) será energizada, esta ação faz fechar os contatos principais do contator KM1 (1 com 2; 3 com 4; 5 com 6) e o contato de selo KM1 (13,14). A bobina se mantém energizada através do contato de selo KM1 (13,14) e o motor funcionará.
DESLIGAR: Para interromper o funcionamento do contator, pulsamos o botão S1; este se abrirá, eliminando a alimentação da bobina, o que provocará a abertura do contato de selo KM1 (13,14) e, consequentemente, dos contatos principais de KM1 ocasionando a parada do motor.


quarta-feira, 16 de abril de 2014

Folha de Dados - Contator de Potência


Aula 16 - Acionamentos por Chave e Contator

Botoeiras são chaves elétricas acionadas manualmente que apresentam, geralmente, um  contato aberto e outro fechado. De acordo com o tipo de sinal a ser enviado ao comando elétrico, as botoeiras são caracterizadas como pulsadoras ou com trava e podem ser usadas para acionamento direto ou indireto.


quarta-feira, 9 de abril de 2014

Folha de Dados - Simbolos Eletropneumáticos


Aula 15 - Símbolos Elétricos

A Tabela 1 conta com os seguintes Símbolos Elétricos: eletroválvula, Bobina de Rele, Seccionador ou Disjuntos,  Contato de fim de curso, Mufla Terminal, Chave Geral, Disjuntos Triplo Termoeletromagnético, Capacitor, Capacitor eletrolítico, Diodo Led, Fusível, Disjuntor unipolar, Contato de Termostato, Indicador de Fator de Potência, Diodo com Derivação, Diodo Zener, Diodo Semicondutor e Transformador de Corrente.

A Tabela 2 é composta pelos seguintes Símbolos Elétricos: Seccionadora Fusível, Amperímetro, Lâmpada, Disjuntor, Buzina, Sirene, Relé com Retardo para Operar, Bobina comandada com dois Enrolamentos, Relé Elétrico de Sobrecorrente, Rele de Subtensão, Transformador de Corrente, Relé com Retardo para Operar e Voltar ao Repouso, Relé de Operação Lenta, Relé Com Remanência, Rele Elétrico de Curto Circuito, Chave Geral, Relé Térmico, Trafo de Potência, Relé de Retardo Desenergizado, Controlador de Temperatura, Sensor de Proximidade, Ponte Retificadora e Chave Comutadora.

A Tabela 3 é composta pelos seguintes Símbolos Elétricos: Terra, Tomada de Plugue, Contato de Pressostato, Sensor, Contato NA/ Controlador de Temperatura, Terminal de Conexão, Contato NA fim de Curso, Fusível, Resistor, Resistência, Fusível de Proteção, Tomada Alternada, Temporizador NF de Repouso, Temporizador NA de Repouso, Contato NA, Contato NF, Botão Comando NF, Botão Comando NA, Contato NF Temporizador, Contato NA Temporizador, Iluminação Teto, Disjuntor, Disjuntor e Botão Emergência.
A Tabela 4 é composta pelos seguintes Símbolos Elétricos: Disjuntor Unipolar com Relé, Transformador de Tensão, Lâmpada Fluorescente, Lâmpada no Teto, Bobina de Reatância, Transformador de Corrente Duplo,  Voltímetro, Comando por Motor, Interruptor de Pedal, Contato NA fim de Curso, Lâmpada Fluorescente, Sensor e Contato NF fim de Curso.

quarta-feira, 2 de abril de 2014

Folha de Dados - Seccionadores


Aula 14 - Seccionadores


As seccionadoras podem ser construídas de modo a poder operar: sob carga - então denominada interruptora. A chave é quem desligará a corrente do circuito, sendo por isso dotada de câmara de extinção do arco voltáico que se forma no desligamento e de abertura e fechamento auxiliados por molas para elevar a velocidade das operações; sem carga – neste caso o desligamento da corrente se fará por outro dispositivo, um disjuntor, de modo que a chave só deverá ser aberta com o circuito já sem corrente. Neste caso a seccionadora pode ter uma chave NA auxiliar que deve desliga o disjuntor antes que a operação de abertura da chave seja completada. Seccionadores são dispositivo de manobra que assegura, na posição aberta, uma distância de isolamento que satisfaz requisitos de segurança. 
A finalidade principal dessa abertura é a manutenção da instalação desligada. A chave seccionadora deve suportar, com margem de segurança, a tensão e corrente nominais da instalação.  A finalidade principal dessa abertura é a manutenção da instalação desligada.



A seccionadora tem, por norma, seu estado ligado ou desligado  visível externamente com clareza e segurança.

Esse dispositivo de comando é construído de modo a ser impossível que se ligue (feche) por vibrações ou choques mecânicos, só podendo portanto ser ligado ou desligado pelos meios apropriados para tais manobras. No caso de chave seccionadora tripolar, esta deve garantir o desligamento simultâneo das três fases.
É utilizado para abertura sem carga. O acionamento pode ser rotativo com travamento para impedir a abertura da porta com o seccionador  na posição ligado e com bloqueio por até 3 cadeados na posição desligado. Para o dimensionamento da seccionadora  a corrente máxima da chave deve ser maior que a corrente nominal do motor.