quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Comandos Elétricos - Aula 07 - Partida e Reversão Triangulo Série - Paralelo de Motor de indução de 12 pontas

Este sistema permite o motor partir com tensão reduzida em suas bobinas, proporcionando uma redução de corrente para 25% do seu valor para partida direta. Ela é apropriada para cargas com partida necessariamente em vazio, pois o conjugado de partida fica reduzido a 1/4 de seu valor para tensão nominal, sendo utilizada para motores de 4 tensões e no mínimo 9 terminais.
Figura 01 - Esquemas de ligação 
para Partida e Reversão Triângulo - Série Paralelo
Triângulo série-paralelo - (Δ-ΔΔ) - Partida própria para motor com a execução dos enrolamentos em 220/380/440/760 ou 220/440, onde a tensão da rede, nesta especificação, deve ser necessariamente 220 V.
Na partida executa-se a ligação triângulo série (Δ), apto a receber 440 V e aplica-se a tensão de 220 V. Após a partida o motor deve ser ligado em triângulo paralelo (ΔΔ) assim as bobinas passam a receber tensão nominal de 220 V.
 A partida do motor é feita com as bobinas conectadas em série, fazendo com que tensão se divida entre elas. Depois que o motor atinge rotação nominal, faz-se a troca das ligações para paralelo, recebendo, assim, cada bobina a tensão total. A corrente de partida fica reduzida em quatro vezes, e o mesmo acontece com o conjugado e a potência. Assim, é extremamente recomendado fazer a partida a vazio e somente em máquinas com baixo conjugado resistente de partida.
No momento da partida ligarão os contatores K2 e K1, fechamento em triangulo série no diagrama de carga, T1 contará um tempo e depois acionarão os contatores K1, K3 e K4, fechamento em triangulo paralelo conforme apresenta a figura.
Diagrama elétrico de Partida e Reversão Triângulo // Duplo Triângulo de Motor de Indução Trifásico de 12 Terminais está disponível em: 17_10_14 Partida e Reversão Triângulo Série // Paralelo .
© Direitos de autor. 2017: Gomes; Sinésio Raimundo. Última atualização: 16/10/2017

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Comandos Elétricos - Aula 06 - Partida e Reversão de motor de rotor bobinado com aceleração rotórica

Figura 01 - Esquemas de ligação para Partida e Reversão de motor 
com rotor bobinado com aceleração rotórica.
A Partida e Reversão com aceleração rotórica só é permitida para motores com rotor bobinado, pois a corrente de partida é controlada por meio da inserção de resistores em série com as bobinas do rotor do motor.
A vantagem da utilização deste motor é que ele mantém o torque constante mesmo com a rotação reduzida, por isso é muito utilizado em pontes rolante e elevadores.
Para controlar a corrente de partida e rotação desse motor são utilizados bancos de resistores em série com os enrolamentos do rotor.
Figura 02 - Curva de corrente x velocidade
Os motores de rotor bobinado possibilitam o aumento de sua resistência rotórica através da utilização de um banco de resistência externa, conectada ao circuito rotórico, aumentando o conjugado de partida com corrente relativamente baixa.
O motor parte com os anéis coletores não curto-circuitados, e na medida em que o motor vai ganhando velocidade, o reostato deve diminuir sua resistência progressivamente até atingir o menor valor possível e então o mesmo deve ser curto-circuitado quando o motor atinge a rotação nominal.


Funcionamento está descrito abaixo nas etapas de sinalização e funcionamento: 
  1. O sinaleiro H0 sonoro vermelho pulsante indicará emergência acionado. 
  2. O sinaleiro H1 azul indica falha térmica, no disjuntor motor e/ou relé térmico.
  3. O sinaleiro H2 vermelho indica painel energizado. 
  4. LIGAR_ANTI-HORÁRIOAo pressionar S1 verde, o contator  K1 será energizados. 
  5. ESTÁGIO 1 - Os contatos principais de K1 são responsáveis pela alimentação da bobina do estator, o rotor inicialmente está em série com o banco de três banco de resistores totalizando 90 Ohms fazendo com que o motor gire no sentido anti-horário em baixa velocidade e sinalizando através de H3 - Amarelo 1, estágio 3 - velocidade 1 - Mínima.
  6. ESTÁGIO 2 - Os contatos auxiliares 43/44 de K1 são responsáveis pela alimentação do temporizador T1 que após decorrido o tempo ajustado, energizará o temporizador T2 e o contator  K3 eliminando um banco de resistências, o rotor estará em série com o banco de dois resistores totalizando 43 Ohms fazendo com que o motor gire em velocidade intermediária e sinalizando através de H4 Amarelo 2, estágio 2 - velocidade intermediária.
  7. ESTÁGIO 3 - Os contatos do temporizador T2, após decorrido o tempo ajustado, energizará o temporizador T3 e contator  K4 eliminando mais um banco de resistências, o rotor estará em série com um único banco de resistores de 10 Ohms fazendo com que o motor gire em velocidade maior e sinalizando através de H5 Amarelo 3, estágio 3 - velocidade maior.
  8. MÁQUINA PRONTA - SENTIDO HORÁRIO - Os contatos do temporizador T3, após decorrido o tempo ajustado, energizará o contator  K5 eliminando o último banco de resistências, o rotor estará em curto circuito fazendo com que o motor gire em velocidade máxima e sinalizando através de H6 verde, máquina pronta sentido anti-horário.
  9. LIGAR_HORÁRIOAo pressionar S2 preto, o contator  K2 será energizado, toda sequência de aceleração se repete, acendendo sequencialmente, H3 - ESTÁGIO 1, H4 - ESTÁGIO 2 e H5 - ESTÁGIO 3, após isto o motor gira em velocidade máxima e sinalizando através de H7 Branco, máquina pronta sentido horário. . 
  10. DESLIGAR: Quando o motor é desligado por S0 desligará todos contatores e temporizadores, esta condição sinalizará apenas painel energizado,  através do sinaleiro H2 vermelho indica painel energizado.
  11. EMERGÊNCIA: Apertando-se a botoeira B0 vermelha, o sinaleiro H0 - sonoro vermelho pulsante indicará emergência acionado.
Diagrama elétrico de Partida de Motor de Rotor Bobinado está disponível em : 17_10_16_Partida_e_Reversão_de Motor_de_Rotor_Bobinado_com Aceleração_Rotórica .


© Direitos de autor. 2017: Gomes; Sinésio Raimundo. Última atualização: 15/10/2017

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Comandos Elétricos - Aula 05 - Partida e reversão de Motor Dahlander

Figura 01 - Esquemas de ligação 
para Partida e Reversão Dahlander
O motor dahlander é um motor trifásico que permite seu acionamento em duas velocidades diferentes, nesta partida as duas velocidades e reversão serão selecionadas por botões.
A Partida do motor dahlander com reversão,destina-se a máquinas que partem em vazio ou com carga e permitindo a inversão do sentido de rotação. O Relé de sobrecarga deve ser ajustado para a corrente de serviço (nominal do motor).
Energização no sentido anti horário (K1, K3 e K5).
Somente a bobina K1 deve ser energizada fechando seus contatos principais e permitindo que as três fases RST cheguem aos bornes UVW (2) do motor que ligará em baixa rotação.
Desenergizando a bobina K1 e energizando as bobinas K3 e K5 fecham seus contatos principais e as três fase energizam UVW (1) através de K3 enquanto que K5 fecha curto em UVW (2).
Figura 02 - Esquemas de fechamento 
dos terminais do motor Dahlander
Ao pressionar S1, a bobina do contator K1 é energizada fechando seus contatos principais e alimentando o motor através de U, V e W (2) e, portanto, baixa rotação. Pressionando S3, as bobinas de K3 e K5 serão energizadas fechando os contatos principais de K3 que alimentará U, V e W (1) e K5 que fechará um curto em U, V, e W (2) e, portanto, alta rotação.
Energização no sentido horário (K2, K4 e K5).
Somente a bobina K2 deve ser energizada fechando seus contatos principais e permitindo que as três fases RST cheguem aos bornes UVW (2) do motor que ligará em baixa rotação.
Desenergizando a bobina K2 e energizando as bobinas K4 e K5 fecham seus contatos principais e as três fase energizam UVW (1) através de K4 enquanto que K5 fecha curto em UVW (2).
Ao pressionar S2, a bobina do contator K2 é energizada fechando seus contatos principais e alimentando o motor através de U, V e W (2) e, portanto, baixa rotação. Pressionando S4, as bobinas de K4 e K5 serão energizadas fechando os contatos principais de K4 que alimentará U, V e W (1) e K5 que fechará um curto em U, V, e W (2) e, portanto, alta rotação.
Este comando não possui inter-travamento permitindo a mudança de baixa velocidade para alta e reversão.
Diagrama elétrico de Partida e Reversão de Motor Dahlander está disponível em: 17_10_06 Partida e Reversão Dahlander .
© Direitos de autor. 2016: Gomes; Sinésio Raimundo. Última atualização: 16/10/2017

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Comandos Elétricos - Aula 04 - Partida e Reversão de Motor de Dois Bobinados

Figura 01 - Esquemas de ligação 
para Partida e reversão de Motor de dois bobinados
Este tipo de motor proporciona velocidades diferentes em um mesmo eixo. Na grande maioria, são para apenas um valor de tensão, pois as religações disponíveis geralmente permitem apenas a troca das velocidades. A potência e a corrente para cada rotação são diferentes. No motor de enrolamentos separados a rotação depende do número de pólos magnéticos formados internamente em seu estator, este tipo de motor possui na mesma carcaça dois enrolamentos independentes e bobinados com números de pólos diferentes. Ao alimentar um ou outro, se terá duas rotações, uma chamada baixa e outra, alta.
As rotações dependerão dos dados construtivos do motor, não havendo relação obrigatória entre baixa e alta velocidade. Exemplos: 6/4 pólos (1200 /1800 rpm); 12/4 pólos (600/1800 rpm), etc.
Ao alimentar uma das rotações, deve-se ter o cuidado de que a outra esteja completamente desligada, isolada e com o circuito aberto, pelos seguinte motivos: não há possibilidade de o motor girar em duas rotações simultaneamente; nos terminais não conectados à rede haverá tensão induzida gerada pela bobina que está conectada (neste sistema tem-se construído basicamente um transformador trifásico); caso circule corrente no enrolamento que não está sendo alimentado surgirá um campo magnético que interferirá com o campo do enrolamento alimentado. Essas são as razões pela quais os enrolamentos destes motores são fechados internamente em estrela (Y).
Funcionamento está descrito abaixo nas etapas de sinalização e funcionamento: 
  1. O sinaleiro H0 sonoro vermelho pulsante indicará emergência acionado. 
  2. O sinaleiro H1 laranja  indica falha térmica, no disjuntor motor e/ou relé térmico.
  3. O sinaleiro H2 vermelho indica painel energizado. 
  4. LIGAR HH: Ao pressionar S1 - verde, o contator  K1 será energizado. Os contatos principais de K1 são responsáveis pela alimentação das bobinas U1, V1, W1 fazendo com que o motor gire no sentido horário na velocidade alta, sinalizado esta condição através do sinaleiro H3 - Verde.
  5. LIGAR HL: Ao pressionar S2- amarelo, o contator  K2 será energizado. Os contatos principais de K2 são responsáveis pela alimentação das bobinas U2, V2, W2 fazendo com que o motor gire no sentido horário na velocidade baixa, sinalizado esta condição através do sinaleiro H4 - Amarelo.
  6. LIGAR AH: Ao pressionar S3 - preto, o contator  K3 será energizado. Os contatos principais de K3 são responsáveis pela alimentação das bobinas U1, V1, W1 fazendo com que o motor gire no sentido anti-horário na velocidade alta, sinalizado esta condição através do sinaleiro H4 - Branco.
  7. LIGAR AL: Ao pressionar S4- azul, o contator  K4 será energizado. Os contatos principais de K4 são responsáveis pela alimentação das bobinas U2, V2, W2 fazendo com que o motor gire no sentido anti-horário na velocidade baixa, sinalizado esta condição através do sinaleiro H5 - Azul.
  8. DESLIGAR: Quando o motor é desligado por S0 energizará o contator K4 e o temporizador, que bloqueia a reenergização do motor através do temporizador que deve ser sincronizado com a chave de partida centrífuga. 
  9. EMERGÊNCIA: Apertando-se a botoeira S0 vermelha, o sinaleiro H0 - sonoro vermelho pulsante indicará emergência acionado.
Diagrama elétrico de Partida e reversão de Motor de Duplo Enrolamento está disponível em: 17_10_09 Partida e reversão de motor de dois bobinados .


© Direitos de autor. 2016: Gomes; Sinésio Raimundo. Última atualização: 05/10/2017

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Comandos Elétricos - Aula 03 - Partida e Reversão de Motor Monofásico com Capacitor de Partida


Figura 01 - Partida e Reversão - Monofásico
O Motor Monofásico com Capacitor de Partida é semelhante ao de fase dividida. A principal diferença reside na inclusão de um capacitor eletrolítico em série com o enrolamento auxiliar de partida. 
O capacitor permite um maior ângulo de defasagem entre as correntes dos enrolamentos principal e auxiliar, proporcionando assim elevados conjugados de partida.
Como no motor de fase dividida, o circuito auxiliar é desconectado quando o motor atinge entre 75% a 80% da velocidade síncrona. Neste intervalo de velocidades, o enrolamento principal sozinho desenvolve quase o mesmo conjugado que os enrolamentos combinados. Para velocidades maiores, entre 80% e 90% da velocidade síncrona, a curva de conjugado com os enrolamentos combinados cruza a curva de conjugado do enrolamento principal de maneira que, para velocidades acima deste ponto, o motor desenvolve menor conjugado, para qualquer escorregamento, com o circuito auxiliar ligado do que sem ele.
Figura 02 - Partida de Motor Monofásico
Devido ao fato de o cruzamento das curvas não ocorrer sempre no mesmo ponto e, ainda, o disjuntor centrífugo não abrir sempre na mesma velocidade, é prática comum fazer com que a abertura aconteça, na média, um pouco antes do cruzamento das curvas. Após a desconexão do circuito auxiliar, o seu funcionamento é idêntico ao do motor de fase dividida.
Com o seu elevado conjugado de partida (entre 200% e 350% do conjugado nominal), o motor de capacitor de partida pode ser utilizado em uma grande variedade de aplicações e é fabricado em potências que vão de 1/4 cv a 1,5 cv.

Uma das técnicas usadas para reverter o sentido de rotação em um motor monofásico, consiste em inverter o sentido da corrente alternada que alimenta a bobina auxiliar (5/6), como os motores monofásicos são construídos com chave de partida centrífuga, esta reversão só ocorre após o motor parar e a chave de partida fecha, momento este que a bobina auxiliar estará ligada. 
Funcionamento está descrito abaixo nas etapas de sinalização e funcionamento: 
  1. O sinaleiro H0 sonoro vermelho pulsante indicará emergência acionado. 
  2. O sinaleiro H1 azul indica falha térmica, no disjuntor motor e/ou relé térmico.
  3. O sinaleiro H2 vermelho indica painel energizado. 
  4. LIGAR: Ao pressionar S1, o contator  K3 e K1 serão energizados. Os contatos principais de K1 é responsável pela alimentação da bobina auxiliar fazendo com que o motor gire no sentido anti-horário.
  5. REVERTER: Com o motor parado, ao pressionar S2, o contator K3 e K2 são energizados, e seus contatos principais inverte a alimentação da bobina auxiliar fazendo com que o motor inverta seu sentido de rotação.
  6. DESLIGAR: Quando o motor é desligado por S0 energizará o contator K4 e o temporizador, que bloqueia a reenergização do motor através do temporizador que deve ser sincronizado com a chave de partida centrífuga. 
  7. EMERGÊNCIA: Apertando-se a botoeira S0 vermelha, o sinaleiro H0 - sonoro vermelho pulsante indicará emergência acionado.
É importante notar que, para motores monofásicos os esquemas de reversão, pode variar segundo o modelo do motor.
Diagrama elétrico de Partida e Freio com Corrente Contínua de Motor de Indução Trifásico está disponível em:  17_09_06 Partida e Reversão Monofásico .
© Direitos de autor. 2017: Gomes; Sinésio Raimundo. Última atualização: 10/10/2017

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Comandos Elétricos - Aula 02 - Partida, Reversão e Freio CC de Motor de Indução Trifásico

Figura 01 - Partida, Reversão e Freio com Corrente Contínua.
Uma das técnicas ainda usada para parar o motor é a frenagem por corrente contínua, que consiste em retirar a corrente alternada que alimenta o motor e injetar uma corrente contínua no motor e com isso provocando a frenagem do motor. Nesta partida, será implementada, além do freio, a reversão do motor.
A tensão DC injetada do motor deve ser de aproximadamente 20% da tensão de alimentação do motor, pois este procedimento provoca um aquecimento do motor.
Funcionamento está descrito abaixo nas etapas de sinalização e funcionamento: 
  1. O sinaleiro H0 sonoro vermelho pulsante indicará emergência acionado. 
  2. O sinaleiro H1 laranja indica falha térmica, no disjuntor motor e/ou relé térmico.
  3. O sinaleiro H2 vermelho indica painel energizado. 
  4. LIGAR: Estando o motor desligado, ao pressionar S1, o contator K1 é energizado, fornecendo ao motor uma corrente alternada e o motor funcionará no sentido anti-horário. O contato normal aberto K1 (43,44) é responsável por ligar o sinaleiro H3 verde que se mantém energizado enquanto o motor funciona no sentido horário.
  5. REVERTER: Estando o motor desligado, ao pressionar S2, o contator K2 é energizado, e seus contatos principais invertem a alimentação das bobinas fazendo com que o motor gire no sentido de rotação horário. O contato normal aberto K2 (43,454) é responsável por ligar o sinaleiro H4 branco que se mantém energizado enquanto o motor funciona no sentido anti-horário.
  6. FREIAR: Para interromper o funcionamento do contator, pulsamos a botoeira S0 vermelha; este se abrirá, eliminando a alimentação da bobina, o que provocará a abertura do contato de selo K1 (13,14) e K2(13,14), consequentemente, dos contatos principais de K1 OU k2 ocasionando a desenergrgização do motor, quando o motor é desligado por S0, os contatos 23/24 de S0 energizará os contatores K3 e K4 que injetará no motor uma contente contínua, que criará um campo magnético estacionário (fixo) no estator. Este campo se opõe ao movimento do eixo do motor, o que fará com que ocorra a frenagem..
  7. EMERGÊNCIA: Apertando-se a botoeira S0 vermelha, o sinaleiro H0 - sonoro vermelho pulsante indicará emergência acionado.
Diagrama elétrico de Partida e Freio com Corrente Contínua de Motor de Indução Trifásico protegido por disjuntor está disponível em:  17_09_04 Partida com Reversão e Freio CC .
Diagrama elétrico de Partida e Freio com Corrente Contínua de Motor de Indução Trifásico protegido por fusível está disponível em:  16_04_07 Partida com Reversão e Freio CC .
© Direitos de autor. 2017: Gomes; Sinésio Raimundo. Última atualização: 10/10/2017

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Comandos Elétricos - Aula 01 - Partida e Reversão de Motor de Indução Trifásico


Figura 01 - Partida Direta com Reversão
A Partida direta com reversão, coordenada com disjuntor destina-se a máquinas que partem em vazio ou com carga e permitindo a inversão do sentido de rotação em partidas normais (< 10 s). O Relé de sobrecarga deve ser ajustado para a corrente de serviço (nominal do motor). Este tipo de partida esta previsto na norma de proteção IEC 60.947-4, que visa a eliminar os riscos para as pessoas e instalações, ou seja, desligamento seguro da corrente de curto-circuito. O conjunto estará incapaz de continuar funcionando após o desligamento, permitindo danos ao contator e o relé de sobrecarga ou outro dispositivo.
Funcionamento está descrito abaixo nas etapas de sinalização e funcionamento: 
  1. O sinaleiro H0 sonoro vermelho pulsante indicará emergência acionado. 
  2. O sinaleiro H1 laranja indica falha térmica, no disjuntor motor e/ou relé térmico  
  3. O sinaleiro H2 vermelho indica painel energizado. 
  4. LIGAR: Estando sob tensão os bornes R,S ,T e o circuito de comando. Apertando-se a botoeira S1 verde, a bobina do contator K1 ( A1, A2) será energizada, esta ação faz fechar os contatos principais do contator K1 (1 com 2; 3 com 4; 5 com 6) e o contato de selo K1 (13,14). A bobina se mantém energizada através do contato de selo K1 (13,14) e o motor funcionará no sentido horário. O contato normal aberto K1 (23,24) é responsável por ligar o sinaleiro H3 verde que se mantém energizado enquanto o motor funciona no sentido horário.
  5. REVERTER: Estando sob tensão os bornes R,S ,T e o circuito de comando. Apertando-se a botoeira S2 preto, a bobina do contator K2 ( A1, A2) será energizada, esta ação faz fechar os contatos principais do contator K2 (1 com 2; 3 com 4; 5 com 6) e o contato de selo K2 (13,14). A bobina se mantém energizada através do contato de selo K2 (13,14) e o motor funcionará no sentido anti-horário. O contato normal aberto K2 (23,24) é responsável por ligar o sinaleiro H4 branco que se mantém energizado enquanto o motor funciona no sentido anti-horário.
  6. DESLIGAR: Para interromper o funcionamento do contator, pulsamos a botoeira S0 vermelha; este se abrirá, eliminando a alimentação da bobina, o que provocará a abertura do contato de selo K1 (13,14) e K2(13,14), consequentemente, dos contatos principais de K1 ocasionando a parada do motor.
  7. EMERGÊNCIA: Apertando-se a botoeira S0 vermelha, o sinaleiro H0 - sonoro vermelho pulsante indicará emergência acionado.
Diagrama elétrico de Partida e Reversão de Motor de Indução Trifásico protegido por disjuntor está disponível em: 17_09_02 Partida Direta e Reversão ;
Diagrama elétrico de Partida e Reversão de Motor de Indução Trifásico protegido por fusível está disponível em: 16_04_04 Partida Direta e Reversão ;
As características técnicas e dimensões de chaves de partidas comerciais podem ser consultadas nos catálogos disponíveis nos links abaixo: 14_04_005 Chave de partida Siemens 3RE
© Direitos de autor. 2017: Gomes; Sinésio Raimundo. Última atualização: 09/10/2017

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Revisão 10 - de Partida Motor Dahlander com Chave Seccionadora

O Motor de indução Dahlander proporciona velocidades diferentes em um mesmo eixo. Na grande maioria, são para apenas um valor de tensão, pois as religações disponíveis geralmente permitem apenas a troca das velocidades. A potência e a corrente para cada rotação são diferentes.
Este é  um  motor  com  enrolamento  especial  que  pode  receber  dois  fechamentos  diferentes,  de  forma  a  alterar  a  quantidade  de  pólos, proporcionando,  assim,  duas  velocidades  distintas,  mas  sempre  com  relação 1:2. Exemplos: 4/2 pólos (1800/3600 rpm); 8/4 (900/1800 rpm).
A ligação Dahlander permite uma relação de pólos de 1:2 o que corresponde a mesma relação de velocidade. Quando a quantidade de pólos é maior a velocidade é mais baixa, quando é menor a velocidade é mais alta. Isso decorre da Formula : n = 120 x f x (1-s) / p, quando a freqüência é 60 Hz, onde n = velocidade , p o número de pólos, s = escorregamento e f a freqüência.
Diagrama Elétrico de Motor Dahlander D / YY Manual: 16_04_27 Dahlander D/YY 


quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Revisão 09 - Partida Estrela Triângulo com Chave Seccionadora


A Partida estrela triângulo com chave seccionadora é aplicada a motores de até 10 CV. 
O motor parte em configuração estrela, onde cada enrolamento receberá a uma tensão mais baixa. 
Após o motor vencer a sua inércia e atingir cerca de 90% da rotação a seccionadora é atuada, convertendo a configuração para triângulo, aumentando a tensão nos enrolamentos. Logo, para um sistema trifásico 220/ 380 V, cada enrolamento do motor inicia com 220 V e termina a partida em 380 V, no qual será sua tensão nominal. 
Através desta manobra o motor realizará uma partida mais suave, reduzindo sua corrente de partida em aproximadamente 1/3 da que seria se acionado em partida direta. 
O uso de Partida Estrela-triângulo exige que o motor tenha disponível pelo menos seis terminais e que a tensão nominal seja igual à tensão de triângulo do motor. O fechamento para triângulo só deverá ser feito quando o motor atingir pelos menos noventa por cento da rotação nominal. Logo a mudança estrela-triângulo deverá estar baseado neste fato. 
O diagrama elétrico da Partida Partida Estrela/Triângulo por Chave Eletromecânica Manual está disponível no link a seguir: 10_06_009 Partida Manual Estrela Triângulo© Direitos de autor. 2014: Gomes; Sinésio Raimundo. Última atualização: 27/01/2015.


segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Revisão 08 - Partida e Reversão com Chave Seccionadora


Partida direta e reversão, coordenada com fusível e Chave seccionadora ainda é encontrada em máquinas que partem em vazio ou com carga e permitindo a inversão do sentido de rotação em partidas normais (< 10 s). O fusível deve ser escolhido para a corrente nominal do motor.
O diagrama elétrico da Partida Reversora de Rotação por Chave Eletromecânica Manual está disponível no link a seguir: 10_06_008 Partida Manual Reversora de Rotação.
© Direitos de autor. 2014: Gomes; Sinésio Raimundo. Última atualização: 30/01/2014